Vereadores cobram melhorias para UBS

Junto de grupo de vereadores, o presidente da Câmara de Santos, vereador Rui De Rosis, esteve no dia 8 de janeiro na Unidade Básica de Saúde do Rádio Clube, ouvindo dos munícipes as demandas do local.

Diante da urgência, De Rosis convidou o secretário de Saúde de Santos Fabio Ferraz, que esteve na Câmara Municipal ouvindo do grupo de vereadores os anseios da população quanto as necessidades urgentes no equipamento.

Entre as demandas solicitadas pela população estão  problemas na infraestrutura da unidade, como necessidade de compra de equipamentos, limpeza do telhado e manutenção nos ares condicionados, falta de algumas especialidades médicas essenciais como pediatria, além do quadro de funcionários insuficiente, entre outras.

Ferraz comprometendo-se a realizar uma força-tarefa na unidade para sanar parte dos problemas. Outra demanda da população que será atendida pela Secretaria de Saúde é transformar a policlínica em Unidade de Saúde da Família.

A policlínica do Jardim Rádio Clube  fica na Avenida Hugo Maia, na Zona Noroeste, e atende mais de 20 mil pacientes mensalmente.

Jogadores juvenis sul-africanos visitam Câmara

O Presidente da Câmara de Santos, vereador Rui de Rosis recebeu no dia 11 de janeiro a equipe de futebol sul-africana Supersport United Soccer Schools. A visita fez parte do roteiro cultural do time, que realizou um intercâmbio esportivo no Brasil.

O Legislativo recebeu os 120 integrantes da equipe, entre jogadores juvenis, treinadores e familiares, entregando uma placa de boa vindas ao Clube. A Câmara Municipal fez parte do roteiro turístico da equipe, que visitou também o Museu Pelé e Bondinho.

É uma honra receber em nossa cidade. O esporte não tem fronteiras e é, juntamente com a educação, é a melhor ferramenta para mudar destinos e reparar grandes injustiças sociais”.

A atividade esportiva foi coordenada pelo treinador e ex- jogador do Jabaquara Futebol Clube, José Fernando Nunes Estriga (Pintinha), com representantes de diversos países, como Paulinho, ex-goleiro do Santos – que atualmente mora na Califórnia,  além da diretora Stephanie Jane e assessora Marília Martone (ambas da  Africa do Sul) e Paulo de Souza Junior, Diretor Presidente da Brazilian Soccer Journey.

Pontos de ônibus sustentáveis

Usar a estrutura de contêineres para criar pontos de ônibus sustentáveis já é uma prática em algumas cidades do Brasil. Com base na experiência de cidades como Cuiabá, no Mato Grosso, o vereador Rui De Rosis (MDB) apresentou requerimento sugerindo que o modelo seja aplicado na cidade de Santos.

Além de garantir comodidade ao cidadão, os pontos contêineres usam placas solares para a iluminação e contam com pontos de USB para recarga de celular, funcionando também como bibliotecas móveis.

Segundo De Rosis, a ideia é firmar parcerias com empresas privadas. “Em troca da construção dos pontos, as empresas poderão usar o espaço para publicidade. Os contêineres usados para o transporte de cargas são reaproveitados, passando por um processo de restauração, com a garantia de, pelo menos, mais 15 anos de vida útil”.

A proposta prevê ainda que as estruturas contêm ainda com jardins suspensos, cobertos por plantas ornamentais, e pinturas alusivas aos temas da cidade. “Modelo semelhante ao de Cuiabá poderia ser instalado na cidade de Santos, nos pontos de maior movimentação e onde houver calçadas condizentes com o espaço necessário”.

Lixo eletrônico nas escolas de Santos

Conscientizar as crianças quanto a importância da destinação adequada do lixo eletrônico. Esse é o principal objetivo do Projeto de Lei nº 269/2018, de autoria do vereador Rui De Rosis, que prevê recipientes para coleta de lixo eletrônico de pequeno porte nas escolas do município.

“Nunca trocamos tanto de aparelhos eletrônicos como nos tempos atuais, devido uma intensa renovação de celulares e computadores. O resultado desse fenômeno é a geração crescente de sucata pós-moderna, um desperdício de recurso e um problema para o meio ambiente”, ressaltou o autor do projeto, que prevê a coleta de pilhas, baterias, aparelhos celulares e outros objetos eletrônicos.

O Brasil gera cerca de 1,5 milhão de toneladas de lixo eletrônico todos os anos, sendo o segundo maior gerador desse tipo de resíduo no continente americano, atrás apenas dos Estados Unidos.

Escapamento esportivo causa transtorno

O barulho do escapamento das motocicletas traz transtornos diários a moradores de inúmeros locais da cidade. Após receber reclamações de diversos munícipes, o vereador Rui De Rosis apresentou requerimento cobrando fiscalização das motocicletas com alterações no escapamento, os chamados escapamentos esportivos.

Na propositura, encaminhada à Companhia de Engenharia e Tráfego de Santos, Secretaria de Meio Ambiente e Guarda Municipal, De Rosis ressaltou que, pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), a customização de escapamento, que gera barulho alto e incomoda tanto os moradores, não é considerada autuação para multa ao condutor do veículo, o que dificulta ainda mais a fiscalização.

Porém, há normas que exigem que o ruído gerado pelas surdinas seja medido, sendo realizada a medição em decibéis. Se a medida de decibéis produzidos por um escapamento ultrapassar os limites permitidos, ele pode ser considerado impróprio, infringindo não a legislação de trânsito mas sim a Lei do Silêncio, trazendo a perturbação do sossego público”.

Audiência Pública debate 2ª fase do VLT

Amanhã (04/12), a Câmara Municipal de Santos realiza Audiência Pública sobre a segunda fase do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). O encontro deverá reunir comerciantes das áreas por onde a obra está prevista e representantes da Empresa Metropolitana de Transportes UrbanosEMTU, além de diversas autoridades envolvidas, como Companhia de Engenharia e Tráfego de Santos, Secretaria de Governo, Secretaria Estadual de Transportes e Agência Metropolitana da Baixada Santista (AGEM).

Presidida pelo vereador Rui De Rosis, a audiência pública, que terá início às 19 horas, tem por intuito esclarecer detalhes sobre o trecho do VLT Conselheiro Nébias – Valongo, que contará com 8 km, 14 estações e passará por vias como: Campos Melo, Dr. Cochrane, João Pessoa, Visconde de São Leopoldo, ruas São Bento, Visconde do Embaré, Amador Bueno, da Constituição e Luiz de Camões.

Recentemente, a EMTU publicou novamente o edital de licitação da segunda fase do Veículo Leve Sobre Trilhos. O Tribunal de Contas do Estado (TCE) havia suspendido o edital, solicitando ajustes no documento e em decorrência do grande número de pedidos de esclarecimentos e impugnações.

O investimento previsto é de R$ 280 milhões. A operação do VLT da Baixada Santista começou em abril de 2015. O primeiro trecho do VLT, com 11,5 km de extensão, foi entregue à população no dia 31 de janeiro, ligando o Terminal Barreiros, em São Vicente, à Estação Porto, em Santos.

Bancos de sangue aos finais de semana

Os bancos de sangue da cidade estão sempre solicitando doadores, alegando baixa nos estoques. Em contrapartida, muitos munícipes relatam dificuldade em comparecer aos bancos de sangue devido os horários restritos. Pensando nisso, o vereador Rui De Rosis sugeriu que a Secretaria de Santos fomente, junto aos demais bancos de sangue particulares do município, uma campanha para que haja a abertura de, pelo menos, um banco de sangue na cidade aos finais de semana.

“Apesar de haver legislação abonando o dia de trabalho de quem comprovar doar sangue, muitas pessoas não tem a possibilidade de ausentar-se do local de trabalho para realizar esta boa ação, o que diminui as doações e prejudica os bancos de sangue, que estão frequentemente com estoques em baixa. Seria interessante que os bancos de sangue organizassem-se para revezar a abertura aos sábados, de maneira que todos os sábados houvesse pelo menos um banco de sangue aberto em nossa cidade”, ressaltou o vereador em sua justificativa.

Rui De Rosis será novo presidente da Câmara

Na sessão do dia 1 de novembro, a Câmara Municipal de Santos elegeu, com chapa única e por unanimidade, a nova Mesa Diretora para o biênio 2019/2020, que será presidida pelo vereador Rui De Rosis.

A nova mesa é composta ainda pelo vice-presidente Manoel Constantino; segunda-vice presidente Audrey Kleys; 1º secretário Geonísio P. Aguiar (Boquinha) e 2º secretário Zequinha Teixeira.

Pela sétima vez um De Rosis assume a presidência da Casa, já que o ex-vereador Oswaldo De Rosis (falecido em 1986) presidiu o Legislativo Santista por duas vezes (1977/1978 e 1981/1982) e o irmão Marcus De Rosis (falecido em 2015) por quatro oportunidades (1995/1996, 2007/2008, 2009/2010 e 2015).

“Quero ser o presidente dos vinte parlamentares, o porta-voz do Legislativo na defesa intransigente dos nossos vereadores. Quero ser o homem conciliador, equilibrado e que tenha bom senso suficiente para conduzir sempre bons projetos para a nossa cidade, em nome do povo de Santos”, disse o novo presidente da Casa, em seu discurso emocionado.

A nova Mesa Diretora toma posso no primeiro dia útil de 2019.

 

 

 

Câmara apresenta nova Mesa Diretora

Em entrevista coletiva à imprensa, o vereador Rui De Rosis apresentou nesta tarde (11/10) a chapa única da nova mesa diretora da Câmara Municipal de Santos para o biênio 2019/2020.

Com a presença da maioria dos vereadores, De Rosis entregou ao atual presidente Adilson Jr. a composição da nova Mesa, que traz Rui De Rosis como presidente do Poder Legislativo, Manoel Constantino como vice-presidente; Audrey Kleys como 2ª vice-presidente; Geonísio Pereira Aguiar como 1º Secretário e José Teixeira Filho como 2º Secretário.

Com o aval da quase totalidade dos vereadores da Casa, a chapa apresentada deverá ser eleita no próximo dia 1 de novembro, tomando posse a partir de 1 de janeiro de 2019.

“Quero ressaltar que este consenso ocorreu não por mim, mas pela vontade de todos os vereadores aqui presentes. Em nenhum momento houve vaidade ou interesse pessoal. Prevaleceram sempre o entendimento e o espírito coletivo”, ressaltou o futuro presidente Rui De Rosis.

Emocionado, ele lembrou a história de sua família a frente do poder Legislativo. “Essa eleição, particularmente, representa muito para mim. Esse é o meu primeiro mandato, mas sempre acompanhei a vida da Câmara em razão de meu pai, Oswaldo De Rosis, e do meu irmão, Marcus De Rosis. Ambos ocuparam o cargo mais importante desta Casa por mais de uma vez e, por isso, é um orgulho dar este passo, rumo a presidência”.

De Rosis salientou ainda que a nova Mesa Diretora pretende dar continuidade ao trabalho que vem sendo realizado pela atual gestão, seguindo os ideais de valorizar ainda mais o poder Legislativo, seus parlamentares e os trabalhos apresentados; ser um interlocutor com o poder Executivo; primar pela harmonia e pela independência dos poderes. “Santos e sua população têm que ser sempre a nossa prioridade”, enfatizou o futuro presidente.

HISTÓRIA – Em primeiro mandato, vereador emedebista Rui De Rosis assumirá o poder Legislativo no próximo ano, sendo o terceiro membro de sua família a ocupar o cargo. O irmão, Marcus De Rosis – falecido em 2015 – foi presidente por 4 oportunidades (1995/1996, 2009/2010, 2007/2008 e 2015). O pai, Oswaldo De Rosis, ocupou o cargo por duas oportunidades (1977/1978 e 1981/1982).

Falta de infraestrutura do IML preocupa

Mais uma vez o Instituto Médico Legal de Santos foi tema de requerimento na Câmara Municipal de Santos. Desta vez, o vereador Rui De Rosis (MDB) apresentou propositura solicitando à Secretaria de Estado de Segurança Pública o aumento no quadro de colaboradores, motoristas e no número de veículos a disposição do IML de Santos.

O pedido se deu após a demora para retirada de um corpo em acidente fatal ocorrido na ultima semana, na confluência da Avenida Rodrigues Alves com Rua Batista Pereira. “Não é a primeira vez que isto ocorreu na cidade, expondo o sofrimento dos familiares, prejudicando o trânsito, entre outros questões”, ressaltou o vereador.

Em março de 2017, De Rosis também apresentou requerimento pedindo melhorias ao IML de Santos, desta vez por conta da estrutura deficitária do edifício que abriga o local.